Segunda, 06 de Dezembro de 2021
22°

Poucas nuvens

Brasilândia - MS

Geral Mato Grosso do Sul

No Aero Rancho, ruas intransitáveis por falta de asfalto ficaram no passado

Ruas intransitáveis em dias de chuvas e outras asfaltadas, porém cheias de buraco, é uma realidade que ficou no passado para quem mora no quadrilát...

23/11/2021 às 09h05
Por: Redação Fonte: Secom Mato Grosso do Sul
Compartilhe:
Edemir Rodrigues
Edemir Rodrigues

Ruas intransitáveis em dias de chuvas e outras asfaltadas, porém cheias de buraco, é uma realidade que ficou no passado para quem mora no quadrilátero das ruas Canutama, Taumaturgo, Da Divisão e Raquel de Queiroz, no bairro Aero Rancho. O Governo do Estado levou asfalto para onze ruas dessa região.

Com asfalto novo, o empresário Claudemir Bolachino Gamino, 56 anos, resolveu investir na fachada da sua tapeçaria, localizada na rua Taumaturgo. Ele relembra as dificuldades de trabalhar por causa da rua não asfaltada. “Era Terra, barro, poeira, sem condições de trabalhar direito, o acesso era difícil com lama o tempo todo. Carro e ônibus atolavam na lama, uma situação bem complicada. Depois que o asfalto chegou melhorou bastante. Com o asfalto, melhoramos a fachada do comércio. A gente agradece ao Governo do Estado, pois o asfalto ajuda também na questão da saúde, e também a manter a casa limpa”, disse.

O pedreiro aposentado Antônio Timóteo de Melo, 78 anos, mora na parte da rua Taumaturgo que foi recapeada. Ele recorda que a via era cheia de buracos e não adiantava tampar que na outra semana a realidade voltava. “Agora melhorou bastante em vista do que era. Graças a Deus hoje contamos com vitória, pois o tanto que esse povo já sofreu há muitos anos não é brincadeira. Ficamos muito tempo esquecidos. Há muito tempo comentavam que o asfalto viria, mas nunca se concretizava, e esse governo acelerou o projeto”, disse.

Roselino Sanches de Souza, 45 anos, mora e trabalha na região há muitos anos e comemora o asfalto novo: “Quando não tinha asfalto, a gente vivia no barro quando chovia. Transitar de carro ou moto por aqui era difícil, com o asfalto melhorou muito”.

De acordo com a Agesul (Agência Estadual de Gestão e Empreendimentos), toda a parte de pavimentação desta primeira fase já foi concluída. Agora, as equipes da empreiteira responsável trabalham na implantação dos meios-fios, bocas-de-lobo e calçadas. O próximo passo será a sinalização viária e a previsão é que a obra seja concluída em dezembro deste ano.

Onze ruas do bairro receberam investimento de R$ 4.092.927,60, de recursos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul).

Joilson Francelino, Subcom

Fotos: Edemir Rodrigues

Ele1 - Criar site de notícias