Sexta, 22 de Janeiro de 2021
(67) 9 9632-0879
Cidades ''Cidades''

Prefeitura alerta população sobre riscos de alagamento, doenças e contaminação por lixo jogado em bueiros neste período chuvoso

Neste período chuvoso, o acúmulo de lixo nos bueiros levados pelas enxurradas sempre é maior

07/12/2020 16h42
74
Por: Redação Fonte: Assessoria/ Foto: Divulgação
Nas constantes ações de limpeza, as equipes do DSP já retiraram restos de móveis, materiais cortantes, papelão, seringas e outros
Nas constantes ações de limpeza, as equipes do DSP já retiraram restos de móveis, materiais cortantes, papelão, seringas e outros

Um dos maiores problemas urbanos em grandes cidades é a quantidade de lixo descartado de forma irregular nas ruas e espaços públicos. Não diferente dessas cidades, Três Lagoas sofre com a falta de conscientização das pessoas que descartam vários tipos de resíduos que acabam indo parar nos bueiros.

Neste período chuvoso, o acúmulo de lixo nos bueiros levados pelas enxurradas sempre é maior e, o Departamento de Serviços Públicos (DSP) da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Trânsito (SEINTRA), realiza periodicamente a manutenção de todos os bueiros do Município, porém, a preocupação se torna maior diante dos riscos que a própria população pode causar aos demais.

“Desde o início da Gestão, estamos trabalhando nas limpezas, somada à conscientização de que lixo tem o seu lugar. O Poder Público precisa da colaboração dos três-lagoenses em preservar nossa Cidade, sua infraestrutura, o meio ambiente e a vida como um todo. Um único bueiro entupido pode causar alagamento em uma região inteira, com isso a sujeira invade casas, estabelecimentos, degrada o meio ambiente e pode causar inúmeras doenças”, expressou o prefeito Angelo Guerreiro.

Um dos pontos críticos de acúmulo de lixo é a Segunda Lagoa. Normalmente, os bueiros são limpos, porém, em época de chuvas, as enxurradas levam grande quantidade de lixo para as galerias de águas pluviais. Essas galerias são dos bairros Santo André, Interlagos e Jardim Dourados e desembocam na Segunda Lagoa. Quando isso acontece, as equipes da SEINTRA e Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócio (SEMEA) realizam uma verdadeira força tarefa para limpar as caixas de contenção colocadas no local para não contaminar a lagoa.

Guerreiro reforça que os cofres públicos sofrem prejuízo com isso e, consequentemente, à população, pois, para deixar o bueiro novamente adequado, é necessário realizar manutenção, troca de manilhas entre outros. “O recurso aplicado para reparar o estrago que este despejo irregular causa, poderia estar sendo utilizado na ampliação da drenagem ou outros serviços essenciais no Município”, concluiu.

MATERIAIS ENCONTRADOS

Nas constantes ações de limpeza, as equipes do DSP já retiraram restos de móveis, materiais cortantes, papelão, seringas e outros. A maior quantidade ainda é embalagens plásticas, garrafas pet, galhos e folhas de árvores.

Ele1 - Criar site de notícias