Sexta, 25 de Junho de 2021
(67) 9 9632-0879
Geral Mato Grosso do Sul

Presídio feminino da capital reestrutura portaria e garante maior controle de acesso

O Estabelecimento Penal Feminino de Regime Semiaberto e Aberto de Campo Grande realizou uma ampla reestruturação na portaria da unidade, priorizand...

29/05/2021 05h50
18
Por: Redação Fonte: Secom Mato Grosso do Sul
Divulgação
Divulgação

O Estabelecimento Penal Feminino de Regime Semiaberto e Aberto de Campo Grande realizou uma ampla reestruturação na portaria da unidade, priorizando a segurança e funcionalidade dos serviços prestados. Com a reforma, foi possível instalar barreiras físicas como grades de proteção no corredor de acesso, assim como o portal detector de metais em local estratégico, além de espaço adequado para revista pessoal e de pertences.

A nova portaria também proporcionou melhorias aos servidores penitenciários, com a instalação de portões de passagem de pessoas e veículos com acionamento eletrônico, bem como, locais específicos que direcionam o caminho, impedindo desvios de quem adentra a unidade.

De acordo com a diretora do estabelecimento penal, Cleide Santos do Nascimento Freitas, a reforma otimizou o fluxo de entrada e saída das reeducandas nas liberações para o trabalho, além do atendimento ao público como colaboradores, visitantes, advogados e autoridades.

“Com o novo espaço físico foi possível implantar novos procedimentos de inspeção, garantindo mais segurança a todos, principalmente por este ser o principal local para evitar o ingresso de materiais proibidos e ilícitos”, destacou.

A obra foi realizada com mão de obra carcerária e contou com a parceria entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul e o Conselho da Comunidade de Campo Grande.

Com investimento na ordem de R$ 10 mil, os recursos foram liberados pela 2ª Vara de Execução Penal (VEP) de Campo Grande, em razão do desconto de 10% dos salários dos presos que exercem trabalho remunerado nas unidades prisionais da capital, estabelecido por meio da Portaria nº 001/2014.

A construção também abrangeu a reforma do banheiro, ampliação da sala de revistas em visitantes e um novo estacionamento na parte externa, com o recuo do portão de entrada. Além disso, foi instalado um setor de contenção que melhorará o controle do acesso ao presídio e a nova portaria também conta com uma porta resistente de aço e travas elétricas nos portões.

Na opinião da diretora da unidade, a estrutura física bem articulada e projetada remete à segurança e consequentemente estimula o envolvimento dos servidores penitenciários nas ações de reintegração e nas práticas de tratamento penal, conforme prevê a Lei de Execução Penal.

“Agora é possível fornecermos um atendimento mais digno, seguro e humanizado. Restringindo a entrada de materiais ou pessoas que possam colocar em risco a integridade de todos em seu interior”, complementou Cleide.

As melhorias abrangeram, ainda, a instalação de uma nova cobertura na parte interna, bem como, a revitalização da fachada da unidade, com pintura interna e nos muros com as cores padronizadas da Agepen, proporcionando mais identidade visual e salubridade ao local.

Para o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, a nova portaria tem uma importância significativa, pois proporciona um espaço mais amplo, moderno e organizado, assim como, melhores condições de trabalho aos servidores penitenciários.

Tatyane Santinoni, Agepen

Fotos: Divulgação

Ele1 - Criar site de notícias